terça-feira, 5 de agosto de 2014

após-copa-lipse

cade os os sonhos que me motivam
ou as metas que me norteiam
quando as ferias chegam
parece que meu fígado mostra a que veio
os quillos a mais, as dietas de menos
as olheiras aparentes e a conta no vermelho
as ressacas homéricas tem sido um saco
as memórias ficam sem fim,inicio ou meio
ainda bem que isso dura pouco
pq nao dá para juntar todos os cacos
daquilo tudo que eu joguei para escanteio


tm

domingo, 13 de abril de 2014

risoto e palavras

deveríamos acertar o relógio um do outro
para sabermos outro do um cada vez mais
entre tantos desencontros, parecemos loucos
discutindo e discordando sobre algo lá de trás
a gente procura na rua tudo que falta em casa,
entendimento, aprovação, decisões banais
por isso, bebe,fuma,extravasa e fica em paz.
culpa minha ou culpa sua, tanto faz
não importam realmente os lados,
de que adianta ter sido o segundo a errar
se os dois continuam errados?
pareço me perder e me afastar de você
a cada tácito olhar triste que vejo
penso coisas tão boas para a gente fazer
mas na hora não sai como desejo,
e aí entramos nesse espiral de receios,
onde o carinho dá lugar às criticas
os beijos cessam e surgem "cara feias"
ai você implica, eu estouro, a gente briga.
silêncio, beijo seco, esporros à esmo
semblante decepcionado, acusações, intriga.
somos bons em nos tornarmos vilões de nós mesmos.
e de que adianta? me diga.
sabemos fabricar o nosso próprio veneno,
mas não vejo razão para fazer isso com quem amo
nós dois estamos juntos por que queremos, não porque precisamos.