domingo, 13 de abril de 2014

risoto e palavras

deveríamos acertar o relógio um do outro
para sabermos outro do um cada vez mais
entre tantos desencontros, parecemos loucos
discutindo e discordando sobre algo lá de trás
a gente procura na rua tudo que falta em casa,
entendimento, aprovação, decisões banais
por isso, bebe,fuma,extravasa e fica em paz.
culpa minha ou culpa sua, tanto faz
não importam realmente os lados,
de que adianta ter sido o segundo a errar
se os dois continuam errados?
pareço me perder e me afastar de você
a cada tácito olhar triste que vejo
penso coisas tão boas para a gente fazer
mas na hora não sai como desejo,
e aí entramos nesse espiral de receios,
onde o carinho dá lugar às criticas
os beijos cessam e surgem "cara feias"
ai você implica, eu estouro, a gente briga.
silêncio, beijo seco, esporros à esmo
semblante decepcionado, acusações, intriga.
somos bons em nos tornarmos vilões de nós mesmos.
e de que adianta? me diga.
sabemos fabricar o nosso próprio veneno,
mas não vejo razão para fazer isso com quem amo
nós dois estamos juntos por que queremos, não porque precisamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário